Juliana Buchatsky Kruglensky é psicóloga de crianças, adolescentes e adultos. Desde 2002 trabalha na orientação de crianças e jovens. Atuou no ambiente escolar com foco no desenvolvimento das relações interpessoais em parceria com pais, professores e equipes pedagógicas. Com o intuito de oferecer um trabalho preventivo e objetivo, em 2006 iniciou atendimento psicoterapêutico particular em São Paulo.

Em seu consultório de psicologia, promove e incentiva a melhoria da qualidade de vida individual e em grupo. Oferece ambiente aconchegante, com estrutura para atender crianças, jovens e adultos. A missão é proporcionar acolhimento para quem se encontra angustiado e busca por um processo psicoterapêutico eficiente e objetivo.

Ao identificar sua paixão pelo comportamento dos seres humanos e as formas com as quais se relacionam, a escolha pela psicologia foi algo muito natural para Juliana. Acolhedora, empática e tranquila são características que compõem o seu perfil.

Para comodidade dos pacientes, o consultório Equilíbrio Psicológico atende pacientes particulares e também do plano de saúde Omint.

O que é angústia?

Apesar das dificuldades, as passagens pelos momentos de altos e baixos também funcionam como um período de amadurecimento e que você para para pensar e repensar suas atitudes. A angústia também é uma sensação psicológica, mas que provoca um aperto no peito, insegurança, falta de humor, ansiedade aliados a alguma dor ou perda.

Quando associada à manifestação de outros sintomas como por exemplo, tristeza permanente e falta de concentração, a angústia é diagnosticada como doença. Mas como toda enfermidade há tratamento.

As pessoas que apresentam esses quadros devem ser acompanhadas por um profissional, pois a angústia pode desenvolver outro distúrbio emocional e baixa auto-estima.

“Deixa que digam. Que pensem. Que falem.”

O que é felicidade?


Felicidade faz parte de uma de nossas emoções e sentimentos. A felicidade traz a sensação de bem estar e é capaz de influenciar no comportamento e no estilo de vida. A felicidade não é permanente, o que existe são momentos felizes que devem ser super aproveitados! A felicidade é compreender que dentro de nós, existe uma expertise natural que sabe sempre o que fazer e onde deve nos levar.

Nos aceitarmos e deixarmos que a nossa essência guie nosso caminho pode ser a perfeita passagem para felicidade. Diversos filósofos estudaram e analisaram a felicidade. Para o grego Aristóteles, a felicidade diz respeito ao equilíbrio e harmonia praticando o bem. Não existe uma receita para encontrar a felicidades, é necessário deixá-la fluir. Algumas pessoas se sentem felizes quando estão viajando e outras quando se encontram com familiares, por exemplo. São milhares de possibilidades para promover as condições que favorecem o encontro com a felicidade e conquistar essa boa sensação para todos.

Trabalhe na sua felicidade!